Imprimir  

A Mudança e o Engagement

O mundo tal como o conhecemos hoje, exige a todos os gestores que consigam produzir mais, com melhor qualidade e gastando menos recursos, sendo que a probabilidade, de enquanto gestores falharmos, nesta necessidade é muito elevada. Não se conseguindo prever de forma absoluta, o sucesso que vamos ter num processo de mudança, conseguimos antever com um grau de certeza elevado se vamos falhar, através da resposta a duas questões: 1) Os colaborares que vão implementar a mudança estão envolvidos também na elaboração da solução? 2) Os colaboradores demonstram que sentem que fazem parte da mudança e que compreendem o seu propósito? Se a resposta a estas duas questões for negativa, a probabilidade de falharmos é muito elevada.
Bo Vestergaard, ilustra esta realidade através de um exemplo real, realçando a importância de se conseguir não só o envolvimento dos colaboradores, mas o seu comprometimento no processo de mudança.
Implementar a mudança, ignorando quem a vai implementar ou fazer parte dela, é um erro de gestão grosseiro. Convém estar conscientes que as pessoas apoiam o mundo que ajudaram a criar e não o que lhes impuseram.
 
 
 
(comentário Daniela Moreira em 10.12.2012)
 
 
 
 

Voltar

 
 

Rua Sousa Aroso, 556, 4o esq/4o esq Tr., Matosinhos, 4450-287, PT
P:+351 22 939 67 00

Siga-nos online
 

 
© 2017 Dale Carnegie & Associates, Inc..
Todos os Direitos Reservados
 
.
projecto de site e desenvolvimento por Americaneagle.com